O BANG

Como você pode ver, temos muito em comum, a não ser que você tenha ganhado aquele lance do “melhor emprego do mundo”. Aí não dá pra contestar, né?

De resto, somos nada mais, nada menos, que jovens com sede (não é de cerveja – ainda).

Nos encontramos, gozadamente, num ambiente de trabalho. Insatisfeitos por não sermos encorajados e impulsionados, pensamos:

– Essa equipe é boa, cara. Vamo dá um jeito nisso!

E foi através desta linda história de amor (uns pelos outros) e ódio (pelo trabalho) é que resolvemos dar um pontapé na bunda do Bang Mexerica e fazê-lo engatinhar.

cropped-logobang22.png

O COLETIVO

No momento em que foi preciso definir o que seríamos, rolou um brainstorm sem fim e sem foco. Cada um fazia uma coisa diferente e cada um curtia mais 15 outras diferentes coisas. Pra quê desperdiçar? Botamos tudo dentro do pacote e escolhemos ser um “coletivo”.

Se tem diferença? Tem. Não somos uma empresa, mas também não deixamos de ser. Podemos ajudar de mil e uma formas: presença digital, arte, design, música, vídeo, zoeira. A gente faz a conexão ou faz por conta. Só não deixamos o sonho de ninguém escorrer pelo ralo, afinal, somos também ideologia.

A MEXERICA

Se há algum jeito de definir, são por gomos. Divisões infinitas, possibilidades de todos os tipos. Dá pra misturar, separar, açucarar ou vitaminar.

De onde veio a fruta? De colaboradores mexeriqueiros que não paravam de fofocar suas ideias uns aos outros. Deu no que deu.

O BANG

Foi de tanto falarmos bang. Mentira, quase isso.

O bang é que se a gente fizesse um bang que não tivesse uma gíria maneira pra acompanhar, não seria um bang nossa cara. E nós somos bangers por natureza.

COLA NUI!

Estamos muito felizes por termos você aqui. Contamos com você para sermos infinitos.

Seja bem-vindo (:

Advertisements